O Fascismo (Aqui) Nunca Existiu!

18 JANEIRO 2020
21.30

Teatro António Assunção
Almada

Da pequena história.

Uma família numerosa, avôs, pais, tios, irmãos e a visita regular de familiares que vinham da terra à grande cidade. Uma casa portuguesa, pobre mas honrada, num país que a Igreja Católica velava e a ensinava a ser pobre e agradecido aos que nos governavam por desígnio divino.

A sua benção meu pai, dizia o menino, beijando as costa da mão direita do seu progenitor. Deus te abençoe meu filho, era a resposta acompanhada de um toque de mão, também direita, na sua cabeça.

Eram os anos sessenta.

Sabe minha senhora, falava a mãe, o meu filho mais velho, é muito esperto e inteligente, podia falar dele ao senhor doutor. Sabe, com doze anos fez a comunhão solene e o crisma e passou nos exames de admissão para o ensino técnico e também para o liceu. Precisava tanto de lhe arranjar um emprego.

Foi para o Curso Comercial, o liceu era apenas para os filhos da patroa, no segundo ano lectivo, com 14 anos, passou para o curso noturno, o senhor doutor tinha-lhe arranjado um emprego. Agradece ao senhor, dizia-me sempre a minha mãe. Eu agradecia corado, envergonhado.

Mais Informações ...

Noites Brancas

24 JANEIRO 2020
21.30

Teatro Lethes
Faro

Estas Noites Brancas: Romance Sentimental das Memórias de um Sonhador (1848) resultam de uma adaptação dramatúrgica do romance homónimo do escritor russo Fiódor Dostoievski.
Sob as noites claras de verão, um Sonhador perpétuo caminha solitariamente pelas ruas desertas de S. Petersburgo, alimentando, incessantemente, o seu imaginário com a energia que encontra na inanidade do que o rodeia. Esta comunhão onírica é subitamente interrompida quando, certa noite, este se depara com Nástenka, uma jovem rapariga que chora sob a ponte do rio Nieva. Depois de a salvar, oportunamente, de uma tentativa de abordagem por parte de um transeunte suspeito, ambos estabelecem uma ligação amistosa que descortina as estórias de duas vivências tão díspares, mas que ascendem numa atração mútua. Une-os uma espera inquietante, que virá a definir os seguintes encontros noturnos, carregados de revelações, ansiedades, sonhos, medos, e um confronto enigmático de paixões.
Dois actores, Flávio Hamilton (Sonhador) e Carina Ferrão (Nástenka), interpretam, assim, um jogo de suspensão, que coloca signos oníricos de uma dimensão poética em confronto com os cânones realistas da comunicação pragmática. Daqui, emerge, simultaneamente, a contracena com uma ausência de desígnios incertos, que traz uma sombra à brancura destas longas noites de verão.

Mais Informações ...

Ex-votos Teatrais - José Caldas, 40 anos de Teatro

6 a 17 JANEIRO 2020
Exposição

Galeria Quinta da Caverneira
Águas Santas, Maia

"Ex-voto" designa a prenda que o fiel oferece ao seu santo de devoção em cumprimento de uma promessa, pelo que a mostra reúne cerca de quatro dezenas de objetos, onde se incluem pequenos oratórios com adereços de espetáculos de José Caldas. Desta forma, o artista lança um olhar retrospetivo sobre quarenta anos de criação teatral, identificando em cada obra um fragmento que, polido e investido de intencionalidade, possa exprimir a sua essência. Segundo José Caldas, a exposição consiste numa ?soma de objetos encontrados, procurados, reencontrados no vulgar dia-a-dia e transfigurados num extra quotidiano a desafiar o racional?. O objetivo é ?fixar o efémero?, conceder-lhe memória, como se de um santuário se tratasse. A entrada na exposição tem o custo de cinco euros, e a inauguração decorre no dia 4, às 16h00.

José Caldas estudou Teatro no Brasil, em Londres e em França, e fundou várias companhias em Lisboa e Porto. Trabalhou com a maioria dos grupos independentes portugueses como encenador, ator e dramaturgo, tendo recebido três prémios da Associação Portuguesa de Críticos de Teatro, o Prémio Biennale du Théâtre Jeunes Publics (Lyon) e o Prémio María Casares (Galiza). José Caldas encenou ainda em Portugal, França, Itália e Brasil, e foi professor na ACE, ESMAE, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação e Universidade de Évora. Crítico de teatro em ?O Jornal? e no ?Jornal de Notícias?, José Caldas distingue-se também como autor: publicou os livros ?20 Anos de Teatro?, ?Teatro na Escola ? A Nostalgia do Inefável?, ?Transgressões Disciplinares? e ?40 Anos de Teatro?. Atualmente, é diretor artístico da Quinta Parede.

Projeto: José Caldas; Execução: José Caldas e Artur Rangel; Apoio à Montagem: José Lopes; Produção: Quinta Parede;

Entrada Livre

Quarenta Quilováquiso

30 JANEIRO 2020
21H30 - Quinta

Teatro Mosca

Fórum da Maia
Maia

Oficina Teatrinho ao Palco

Dos 5 aos 12 anos
11 de Janeiro a 20 de Junho
Sábados
das 10h00 às 12h00.
Quinta da Caverneira
Formadora: Andreia Macedo

Oficina de Teatro da Maia

M/14
13 de Janeiro a 27 de Março
Segundas e Quartas
das 21h00 às 23h00.
Fórum da Maia
Formadores: Pedro Carvalho (Voz e Interpretação) José Pedro Pereira (Dramaturgia) André Rabaça (Luminotecnia e Sonoplastia) Sofia Leal (Produção)

Oficina Férias no Palco

Dos 5 aos 12 anos
30 de Março a 9 de Abril
das 14h00 às 18h00.
Quinta da Caverneira
Formadora: Andreia Macedo

Oficina de Teatro Sénior

M/50
1 de Abril a 14 de Junho
Segundas e Quartas
das 15h00 às 17h00.
Quinta da Caverneira
Formador: Flávio Hamilton

*   Ex-votos Teatrais - José Caldas, 40 anos de Teatro - 6 a 17 JANEIRO - Maia   *   Noites Brancas - 10 JANEIRO - Viana do Castelo   *   Rottweiler - 11 JANEIRO - Maia   *   O Fascismo (Aqui) Nunca Existiu! - 18 JANEIRO - Almada   *   Noites Brancas - 24 JANEIRO - Faro   *   Noites Brancas - 25 JANEIRO - Sintra   *   Quarenta Quilováquiso - 30 JANEIRO - Maia   *  
 

*   Espectáculos para Itinerância   *